Estudantes de Enfermagem realizam ação de conscientização na Praça da Liberdade

Alzheimer e Parkinson são doenças graves e que merecem atenção especial quanto ao seu diagnóstico

 

 

Acadêmicos da Faculdade de Enfermagem do Pitágoras, realizaram na manhã desta segunda-feira, uma ação de conscientização sobre doenças como Alzheimer, Parkinson e Diabetes. A iniciativa aconteceu na Praça da Liberdade e as pessoas presentes no local eram abordadas pelos alunos, sob a supervisão da enfermeira e professora Adriana Aguiar. “Esse projeto visa proporcionar aos alunos, uma oportunidade de aprendizado de forma lúdica, permitindo, principalmente, o contato direto com o cliente, quando o aluno pode aplicar todo o conhecimento adquirido em sala de aula” – explicou a professora.

De acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer, a Doença de Alzheimer é uma enfermidade incurável que se agrava ao longo do tempo, mas pode e deve ser tratada. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas. Talvez, por isso, a doença tenha ficado erroneamente conhecida como “esclerose” ou “caduquice”.

 

 

A doença se apresenta como demência, ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família.

Já a Doença de Parkinson, também é neurodegenerativa, crônica e progressiva, e acomete principalmente pessoas idosas, mas pode também atingir os mais jovens. Ela configura-se como a segunda patologia neurodegenerativa mais frequente na 3º idade, atrás apenas do Alzheimer.

Para a Enfermeira e professora Adriana, é importante a população conhecer as características do Alzeimer e do Parkinson

 

Saiba mais sobre o Alzheimer, consequências e possíveis tratamentos.

Conheça mais sobre a Doença de Parkinson e os tratamentos oferecidos pelo SUS.

 

Percorrendo toda a extensão da praça, os cerca de 60 alunos do terceiro período de Enfermagem, vestidos a caráter, realizavam abordagem às pessoas sentadas nos bancos ou que caminhavam pelo local.

Durante a ação, os estudantes explicavam também, as características apresentadas em consequência de uma isquemia cerebral ou de um acidente vascular cerebral (AVC). Para a professora Adriana, “identificar essas características dentro de casa é algo muito importante pois permite que a pessoa saiba agir de maneira eficaz numa situação de emergência”.

Acadêmicos do curso de Enfermagem do Pitágoras realizaram ação de conscientização na Praça da Liberdade

 

Receptividade

A dinâmica de abordagem direta utilizada pelos estudantes teve boa receptividade pelas pessoas, que recebiam, além de panfletos com informações explicativas sobre as doenças, um quebra-cabeças e um lápis. “O caça-palavras estimula a nossa atividade cerebral, pois nos leva a raciocinar, e uma das características do Parkinson, é a degeneração cognitiva do ser humano, ou seja, o nosso cérebro perde significativa capacidade motora”, explicou Cristiano Nascimento, 21 anos, acadêmico do curso de enfermagem, que escolheu a carreira na área da saúde influenciado pelo pai, que foi portador de Alzheimer. “Ver a condição do meu pai me sensibilizou muito, e eu quis fazer a diferença e percebi que eu poderia fazer isso ajudando outras pessoas”, comentou Nascimento, ao justificar sua escolha pelo curso de Enfermagem.

Cristiano escolheu a carreira após cuidar do pai, que sofreu com o Alzheimer

 

Lúcia Machado, 85 anos, mora no bairro São Pedro e frequenta diariamente a Praça da Liberdade. “Esse lugar representa muito pra mim. Aqui conheci, namorei e noivei com meu falecido esposo”, comentou saudosa, a ex-funcionária pública e agora aposentada. “É muito bom estar recebendo essas orientações, pois ainda que nossa experiência de vida já nos tenha ensinado muito, uma abordagem como essa que estão fazendo, nos leva a percebermos algumas necessidades reais que temos com relação à nossa saúde”, completou simpática senhora.

Lúcia Machado, moradora no São Pedro, avaliou como importante as informações que recebeu dos estudantes

 

Profissão: Enfermeiro(a)


O enfermeiro é responsável por cuidar das reações humanas (que são os sinais, sintomas e evidências científicas) desencadeadas pelas doenças nos indivíduos, famílias e/ou comunidades. Essas reações humanas incluem não só os problemas, mas também as necessidades de saúde.

A prática assistencial do enfermeiro é fundamentada na Ciência da Enfermagem, que é a SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem), metodologia que norteia a atividade profissional. Como a gente faz: no curso os alunos recebem uma formação generalista, valorizando a análise crítica para a tomada de decisões e para avaliações clínicas pautadas nos princípios éticos e na EBE (Enfermagem Baseada em Evidências Científicas) e SAE.

 

 

Interessados em seguir essa carreira profissional podem se inscrever para os processos seletivos que estão abertos no Pitágoras. Em consulta ao site da instituição de ensino superior, verificamos que as próximas provas de vestibular serão aplicadas em 10 e 11 de junho, podendo o candidato se inscrever aqui.

Quer seguir uma carreira profissional e ainda não sabe qual escolher?

Clique aqui e faça um Teste Vocacional gratuitamente.

 

 

Leia no Blog:

Professor de inglês, argentino faz sexo a céu aberto na Savassi

“Blitz de Combate a Cegueira de BH”, leva milhares à Praça da Liberdade

CrossFit e muita adrenalina agitaram a Savassi neste domingo

 

Assista a uma maravilhosa e emocionante reportagem especial sobre o Alzheimer exibida no MG TV de 29 de maio

 

1 Comment on "Estudantes de Enfermagem realizam ação de conscientização na Praça da Liberdade"

  1. Excelente reportagem. Abordando um tema tão delicado e que assusta toda população.
    A enfermagem está de parabéns por se preocupar com a população e poder repassar um pouco a elas sobre prevenção , cuidados e atenção que todos devemos ter diante de situações difíceis .

Leave a comment

Your email address will not be published.


*