O passeio do Pirulito de BH pela Savassi

Obelisco de BH passou mais de dez anos na Praça da Savassi.

O objeto fotografado chamou-me atenção. Trata-se de um quadro no qual o Obelisco de BH figura bem no meio da praça da Savassi. Um belíssimo trabalho feito pelas mãos de dois artistas plásticos  em pleno cruzamento das avenidas Cristóvão Colombo e Getúlio Vargas e aos olhos de centenas de pessoas, durante a realização do evento “A Savassi é da Gente” no domingo, 30 de abril.

Obelisco de BH volta à Praça da Savassi pelas mãos do artista plástico Abreu

Indagando se a ideia deles seria inserir em uma mesma tela diferentes monumentos de BH, fui logo corrigido por eles, os Abreu, pai e filho, que me explicaram que estavam na verdade resgatando na peça artística em produção, uma “memória da Savassi”, pois no passado o Obelisco já teria “passeado” por ali, fincado no mesmo cruzamento onde agora aqueles homens dedicados as belas artes laboravam com toda sensibilidade a sua mais recente obra.

Inspirado por essa informação fantástica, haja vista que o Obelisco (ou Pirulito – como é comumente conhecido e chamado pelo povo de BH) é um dos mais destacados monumentos públicos da capital mineira, resolvi também prestar uma homenagem à sua memória. Assim, o leitor pode conferir abaixo algumas fases da “vida” do Obelisco de BH, desde sua inauguração, seu abandono por certo gestor municipal que o retirou da Praça 7 (local originalmente instalado), sua passagem pela Savassi e finalmente, seu retorno ao centro da capital mineira. Uma viagem no túnel do tempo.

Uma viagem no túnel do tempo:

O Monumento é composto por 28 peças de cantaria distribuídas da seguinte forma: três fiadas de pedras; uma moldura sobre a qual se assenta o “plinto de granito polido”; outra moldura e, sobre ela, a pirâmide de base quadrada. A altura total é de 13,57 metros, pesando 120 toneladas.

O Pirulito da Praça Sete foi palco de inúmeros acontecimentos de destaque na história de Belo Horizonte e do Brasil. Ao seu redor foram depositados objetos de aço em apoio à indústria bélica no período da Segunda Guerra Mundial. Ali ocorreram, em 1955, os comícios de Juscelino Kubitschek para a presidência da República. O Pirulito assistiu ao desfile da seleção nacional de futebol, em comemoração à vitória do Brasil na Copa do Mundo de 1970. Também foi palco de manifestações contra a ditadura militar e a favor do impeachment do Presidente Fernando Collor, além de ser escolhido, em 1993, como local para instalação de um enorme preservativo durante o carnaval, no reforço às campanhas contra a AIDS.

1922 – Praça recebe o nome de Sete de Setembro em homenagem ao centenário da Independência. Em 7 de setembro, é lançada a pedra fundamental do obelisco esculpido na antiga Pedreira Gravatá, em Betim.

Pirulito sendo esculpido

Trabalhadores de pedreira Gravatá em Betim esculpem obelisco

11_Pirulito002

11_Pirulito003

Colocação do Obelisco na Praça 7, no centro de BH, em 1924.

1924 – Inaugurado em 7 de setembro o Pirulito da Praça Sete. A ideia de instalar o monumento foi do então presidente de Minas, Raul Soares.

Obelisco na Praça 7 em 1924

Obelisco de Belo Horizonte recém inaugurado. Fotografia de 1924.

1962 – Durante a administração do prefeito Amintas de Barros, obelisco é retirado da Praça Sete, ficando abandonado num lote ao lado do Museu Histórico da Cidade, atual Museu Histórico Abílio Barreto.

Praça 7 sem o obelisco em foto de 1964

Praça 7 sem o Obelisco em registro fotográfico de 1964.

Praça 7 sem o Obelisco em 1971

Fotografia de 1971 mostra a Praça 7 sem o famoso Pirulito. Destaque para o Cine Brasil à esquerda,

Em 12 de dezembro de 1963, dia do aniversário de Belo Horizonte, foi transferido para a praça Diogo de Vasconcelos, na Savassi, onde foi reinaugurado. No deslocamento, sua ponta se quebrou, sendo, posteriormente, substituída por outra. A porta quebrada ficou na posse de um morador da cidade até ser doada ao Museu Abílio Barreto, em 2004.

Obelisco na Praça da Savassi em 1964.

Obelisco na Praça da Savassi em 1964. Ao fundo, edifício localizado na Av. Getúlio Vargas.

1977 – Ainda “fincado” na Praça Diogo de Vasconcelos na Savassi, o monumento é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha).

1980 – Pirulito retorna à Praça Sete, no Centro, depois de mobilização popular.

Praça 7

Pirulito de volta à Praça 7 em dias atuais.

1994 – Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte tomba o conjunto urbano da Avenida Afonso Pena, incluindo a Praça Sete.

2013 – Obelisco serve de cenário para campanha com objetivo de chamar a atenção da população de BH para o uso de preservativos a fim de se evitar a transmissão do vírus da AIDS.

Pirulito com CAmisinha

2013: Pela segunda vez uma camisinha gigante “veste” o Obelisco em campanha alertando a população de BH sobre o sexo seguro.

Curiosidade: Você sabe oque é um “Obelisco”?

Clique aqui e amplie seus conhecimentos e saiba mais sobre o que é um Obelisco assistindo a um vídeo sobre o tema no youtube.

 

 

Be the first to comment on "O passeio do Pirulito de BH pela Savassi"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*